Conube

Conube


dezembro 2016
D S T Q Q S S
« nov.    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Categorias


Como criar um produto de sucesso: os 5 pontos fundamentais

Por Pedro Renan, da We Do Logos *

José Carlos R. JúniorJosé Carlos R. Júnior

Quem quer saber como criar um produto, com certeza, além de uma veia empreendedora, tem uma ideia na cabeça. Mas, muito mais que ter uma ideia, é preciso verificar se ele é válida e poderá se sustentar no mercado.

Vale alertar neste ponto que criar um produto, na maioria das vezes, significa criar um negócio, desenvolver fornecedores, canais de distribuição, estratégias de marketing, definir públicos de interesse, preços, coletar fontes de financiamento e muito, muito mais.

Por isso, faremos algumas generalizações em nossa explicação de como criar um produto e obter sucesso nessa empreitada.

Como criar um produto: Tópicos importantes

Uma dica que podemos dar antes de iniciar nossa lista de pontos fundamentais ao criar um produto, é que existem diversos esquemas prontos e técnicas que auxiliam nesse tipo de projeto. Um dos mais conhecidos é o Modelo de Negócios Canvas. Outro fator importante é contar com um bom designer de produtos.

Mercado alvo e posicionamento

Imagine um cara que inventou um descaroçador de melancias. Pense: que delícia tomar seu suquinho de melancia sem engasgar com nenhum caroço! Será que existe mercado para esse produto?

O que muitos esquecem é que sua ideia pode ser genial, uma sacada inteligentíssima, mas é preciso ter alguém a fim de comprar seu produto e pagar por ele o preço que vai te dar lucro.

E o mesmo vale para produtos online. Seu aplicativo vai resolver qual problema das pessoas? Elas realmente estão interessadas em pagar por isso?

Para resolver este problema, além de pesquisas de mercado, tem como criar um produto com mais certeza de sucesso: fazer um protótipo!

E quanto às pesquisas, diversas ferramentas de formulários online podem ajudar a esclarecer diversos pontos.

Prototipação ao criar um produto

Como criar um produto de sucesso - 5 pontos fundamentais

Novamente: não importa se seu produto é online ou físico, criar um primeiro protótipo, não só para ter certeza de que ele funciona adequadamente, fazer testes, desenvolver fornecedores etc., mas também para apresentar à algumas pessoas e fazer um focus group, talvez.

Esta atitude será fundamental: ao coletar feedbacks, será possível desenvolver aperfeiçoamentos e melhorar seu produto antes de lançá-lo em um mercado teste.

Mercado teste

Esta é uma ação cara e que só grandes empresas podem fazer com segurança. Mas existe uma alternativa, fazer um MPV (Minimum Viable Product), que poderíamos traduzir em português para Produto Minimamente Viável, isto é: com o mínimo de funcionalidades suficientes para apresentar algo que ainda desperte o interesse do consumidor, mas com uma operação bem mais barata e restrita, permitindo testar o mercado antes de partir para a produção em grande escala.

Por exemplo: você desenvolveu um novo tipo de bolo instantâneo. Faça o lançamento com apenas um sabor, de preferência o mais solicitado, e em uma região reduzida

Apesar desta dificuldade em realizar este tipo de projeto, fique atento: não tem como criar um produto – sem correr grandes riscos e incertezas – se você optar por não fazer alguma modalidade de teste de mercado.

Identidade visual e divulgação

Na verdade, esta etapa (assim como a seguinte) precede o lançamento em mercado teste. Que cores representam adequadamente seu produto? Qual seu nome? E slogan?

Criar tudo isso não é fácil e danada muito estudo e trabalho. Pense bem: como criar um produto sem nome ou logotipo?

Por isso, se você é do tipo desenvolvedor de sistemas ou engenheiro de produção e não conta com uma equipe de criação, terá que se socorrer de alguma outra alternativa para conseguir estes importantes elementos de posicionamento e divulgação do seu produto em desenvolvimento.

Neste caso, poderá optar por fazer um logotipo online com ajuda de sites de concorrência criativa, da mesma forma que outros usam sites como o Conube para providências contábeis.

Voltando à questão da identidade visual de seu produto, esses sites colaborativos com plataformas de criação também podem ajudar você a criar slogan, nomes de marcas e de seus produtos e – não se esqueça! – criar embalagens e outros materiais, como peças de comunicação, fundamentais para qualquer negócio.

Patente do produto, registro da marca e do nome

Como dissemos, antes do teste de mercado é preciso tomar ainda outras providências, como patentear seu produtoregistrar seu nome e também a marca, juntamente com o logotipo criado e, em alguns casos, até o slogan. Este processo pode ser um pouco demorado e burocrático, além de exigir o pagamento de taxas junto ao órgão responsável, que, no caso, é o INPI: Instituto Nacional de Propriedade Industrial.

Independentemente destes custos e da papelada necessária, é fundamental que você faça esses registros, ou correrá o risco de ter suas ideias copiadas por outros, sem nenhuma segurança jurídica para fazer valer seus direitos.

Estes foram alguns pontos importante que devem ser levados em consideração na hora de criar um produto. E o seu, quando estará no mercado?

* Este post foi escrito por Pedro Renan, CMO da We do Logos, founder da Logovia, especialista em Inbound e Marketing de conteúdo.

José Carlos R. Júnior é jornalista, redator e revisor de textos. Trazendo uma experiência de mais de 10 anos gerenciando editorias em diversas mídias online e impressas, é hoje o responsável pela gestão de conteúdos e de comunicação da Conube.

Comments 0
There are currently no comments.