Na época de final de ano é comum que as empresas comecem a fazer os seus planejamentos e traçar metas financeiras para o ano que está por vir. E nisso está envolvido um orçamento anual feito da forma correta.

Um bom planejamento financeiro ajuda os gestores a terem uma percepção mais apurada sobre a real situação financeira da empresa. A partir disso, é possível otimizar a tomada de decisão e traçar estratégias mais assertivas que potencializam o crescimento e o desempenho do negócio.

Mas como fazer um bom orçamento anual para a sua empresa?  Confira neste post algumas dicas imperdíveis para não errar na hora de fazer o seu planejamento financeiro.

Alinhe o orçamento anual à estratégia organizacional

O planejamento financeiro deve estar sempre bem alinhado aos objetivos globais da empresa. A ideia é crescer e expandir as operações? Investir em novos segmentos? Qual a capacidade ociosa da empresa e até onde ela pode crescer sem precisar investir na expansão da sua estrutura? A empresa está preparada financeiramente para expandir as suas operações e comportar um suposto crescimento da demanda?

A definição do orçamento anual deve considerar informações provenientes de diversos setores da empresa, como o setor comercial, o setor produtivo, a estrutura da logística, entre outros.

Considere múltiplos cenários

Na hora de definir o próximo orçamento anual é importante levar em conta diferentes cenários. Embora não seja possível prever o futuro, é possível criar estratégias para lidar com possíveis adversidades ou oportunidades.

Recomenda-se que sejam criados pelo menos três cenários a fim de facilitar o planejamento e aumentar sua assertividade. Por exemplo, dentro de um cenário positivo, qual seria a expectativa de receita e a estrutura de gastos da empresa? Dentro de um cenário negativo, qual é a receita mínima mensal capaz de cobrir as principais despesas fixas e variáveis da empresa? Que estratégias a empresa vai utilizar para manter suas contas em ordem se houver um aumento súbito da demanda ou uma queda brusca? É importante ter em mente que existem muitos cenários possíveis e é preciso estar preparado para lidar com eles.

Defina metas na elaboração do orçamento anual

Assim como em outros setores é importante que os gestores definam metas para controlar o desempenho do setor financeiro das empresas quando o orçamento anual é elaborado.

Existem diversas métricas que podem ser analisadas quando se planeja as finanças como metas de margem de lucro, expectativa de receita, índice de endividamento, custos fixos, custos variáveis, etc. É importante, no entanto, que as metas sejam realistas, realizáveis e que estejam de acordo com a estratégia organizacional.

Acompanhe os resultados

Não basta definir um orçamento anual, traçando metas e definindo objetivos e só analisar os resultados alcançados no ano seguinte. É preciso acompanhar regularmente os resultados sendo atingidos e criar planos de ação corretivos toda vez que esses resultados não estiverem de acordo com a expectativa organizacional.

Para tanto, crie indicadores e compare os resultados sendo atingidos periodicamente com as metas traçadas.

Utilize a ferramenta adequada de gestão financeira

Como fazer um bom orçamento anual

O uso de um bom software de gestão financeira ajuda a empresa a organizar as suas finanças e avaliar a sua real situação financeira. Através da ferramenta adequada se torna muito mais fácil gerar relatórios, analisar o fluxo de caixa e obter diversas outras informações que podem ser decisivas para a formulação de estratégias para o próximo ano.

Por exemplo, qual produto foi o campeão de vendas no último ano? Quais produtos tiveram um desempenho abaixo da média? Em qual região os produtos da empresa tem melhor aceitação? Quanto foi investido em marketing e que mídias trouxeram melhores resultados?

Respondendo a essas e outras perguntas se torna muito mais fácil decidir sobre investimentos futuros e potencializar os resultados de cada decisão.

Existem várias opções de softwares de gerenciamento financeiro atualmente. Um exemplo é o Controlle, um software que tem se tornado bastante popular por permitir um gerenciamento fácil e dinâmico das finanças da sua empresa.

Analise as movimentações financeiras do período que está se encerrando

Para que seja possível analisar profundamente a situação das suas finanças é importante que todas as movimentações financeiras da empresa tenham sido registradas ao longo do ano. O uso de um software financeiro, neste sentido, mais uma vez ajuda o gestor a organizar os lançamentos e acessar mais facilmente os dados.

Partindo do princípio que todas as suas receitas e despesas foram devidamente registradas ao longo do ano, na hora de realizar um bom orçamento para o próximo ano, é importante analisar as despesas e receitas efetuadas.

Em que categorias a empresa gastou mais do que deveria? A que fatores esses gastos se referem?  Quais foram as principais fontes de receita da empresa? Que produtos tiveram melhor performance comercial?

Através de uma análise detalhada sobre a situação financeira atual é possível criar estratégias que otimizem o uso dos recursos financeiros da empresa no próximo ano.

Corte gastos desnecessários

Quando as contas do período anterior são analisadas, o gestor toma conhecimento que vários gastos que poderiam ter sido evitados. Esses gastos desnecessários podem englobar desde desperdícios de materiais de escritório até processos ineficientes da empresa.

Por exemplo, a empresa pode estar pagando muita hora extra aos funcionários porque seu processo produtivo não está bem estruturado. Identifique os gastos desnecessários e se certifique que eles não voltarão a se repetir no próximo ano.

Um bom planejamento financeiro pode garantir que a sua empresa conquiste uma trajetória de crescimento segura e sustentável. Se você ainda não começou a elaborar o orçamento anual da sua empresa do próximo ano, não perca tempo.

Migrar empresa para a Conube

O Controlle é um sistema de gestão financeira online feito para ajudar pequenas empresas e startups a tomarem decisões cada vez mais assertivas, facilitando a gestão e melhorando seus resultados financeiros. Uma ferramenta que transforma o cuidado com as finanças em algo descomplicado e prazeroso.