Conube

Conube


dezembro 2016
D S T Q Q S S
« nov.    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Categorias


Conheça 7 motivos para o fechamento prematuro de empresas

José Carlos R. JúniorJosé Carlos R. Júnior

Basta uma pequena pesquisa pela internet para descobrir que a maioria das empresas fecha com menos de cinco anos de vida. Muitas, inclusive, sequer completam um ano e já não são mais autossustentáveis, se é que foram algum dia. Empresas especializadas em abertura de pequenas e médias empresas são categóricas ao afirmar que a má gestão e uma contabilidade falha são os principais motivos para o fechamento prematuro. Mas dentro da gestão administrativa e da contabilidade, existem outros pormenores que precisam ser considerados.

Por isso, se você está abrindo uma empresa, passando por uma reformulação ou migrando para o ambiente online, fique atento a esses motivos que levam ao fechamento prematuro de empresas:

1. Falta de critério na abertura da empresa

Parece ser um lugar comum afirmar que é necessário conhecer o mercado em que vai atuar, elaborar uma pesquisa, estar por dentro da concorrência e saber ao menos o básico sobre gestão de empresas. Dessa forma, a primeira base para uma empresa dar certo é o conhecimento.

2. Esperar retorno antes dos seis meses de vida

shutterstock_138145952-600x435O certo é que o prazo garantido para uma empresa bem estruturada começar a retornar o investimento é de três anos. Porém, supondo que o dinheiro investido seja para gerar sustento pessoal e familiar, o qual a sua utilização poderia estar vinculada a um ganho mensal, seis meses são suficientes. No entanto, na maioria dos casos, o futuro empresário não reserva um montante até cumprir esse prazo. Ou seja, espera que a empresa tenha lucro suficiente já no primeiro mês. Assim, além de não conseguir se sustentar com a empresa, não consegue reinvestir para alavancar o crescimento. A segunda base é a paciência.

3. Não separar a economia pessoal da empresarial

Esse é um erro comum e que faz o empresário se perder facilmente. Para evitar esse erro, o caixa da empresa deve ter abertura e fechamento e o dono ou os sócios devem receber através do pró-labore. Uma empresa de contabilidade competente saberá informar qual o valor do pró-labore que permitirá um salário interessante e, ao mesmo tempo, não prejudicará o crescimento da empresa. A terceira base é uma boa gestão de gastos, faturamento e reinvestimentos.

4. Falta de comunicação dentro da empresa

Antes mesmo de abrir as portas, é necessário realizar um treinamento para que todos caminhem na mesma direção. Os colaboradores devem se sentir parte da empresa e que são fundamentais para o crescimento. Por isso, é preciso entender de todos os elementos que compõem o mercado para melhorar a comunicação. Sempre que for preciso, ouça os funcionários, afinal de contas são eles que estão em contato com clientes e fornecedores no dia a dia. A quarta base é o bom relacionamento.

5. Falta de publicidade

Se a empresa não ficar conhecida, dificilmente venderá. Procure os melhores meios, que trazem melhores retornos, e invista. A quinta base é a divulgação.

6. Falta de cuidado com a parte burocrática, especialmente com o fisco

criseMuitas vezes isso acontece por falta de conhecimento, tanto na abertura como no dia a dia da empresa. A dica é não tentar fazer isso por conta ou contratar escritórios de contabilidade que façam trabalhos fracionados. Entregue toda a parte contábil para um escritório de contabilidade. De preferência, procure uma empresa contábil que possui sistema automatizado, pois o controle é muito maior. Esta é a sexta base.

7. Encarar o trabalho da contabilidade como gasto e não como investimento

Apesar de ser muito parecido com o tópico acima, esse aparece separado, pois muitos empreendedores não entendem que o contador ou o escritório trabalha em prol do crescimento da empresa e o considera apenas um gasto com burocracia. Porém, fugir da burocracia é impossível e uma contabilidade mal feita pode se tornar a derrocada da empresa. Automatize o processo contábil da empresa e aguarde para colher os frutos. A sétima base é possuir uma ótima gestão contábil.

Sabendo dos motivos que levam uma empresa a fechar as portas prematuramente é mais fácil entender como evitá-los. E como você pode ver, a contratação de um escritório de contabilidade é imprescindível nesses casos. Acesse o site da Conube e saiba como podemos ajudá-lo a evitar esse problema. Até mais!

José Carlos R. Júnior é jornalista, redator e revisor de textos. Trazendo uma experiência de mais de 10 anos gerenciando editorias em diversas mídias online e impressas, é hoje o responsável pela gestão de conteúdos e de comunicação da Conube.

Comments 0
There are currently no comments.