Cores são poderosas. A visão é o sentido mais desenvolvido no ser humano. Partindo desse princípio, é natural que a maior parte do poder de decisão ao adquirir um produto é baseado no impacto visual que ele causa. E é aí que entra a atuação da psicologia das cores.

Em algum momento você já se perguntou por que as cores significam tanto no processo de identidade visual de todas as marcas? Conseguimos facilmente associar o vermelho com a Coca-Cola e o azul com o Facebook. Grandes empresas desenvolveram uma confiança tão poderosa em suas identidades de marca usando logos sempre com cores específicas. Essas cores retém os clientes. Elas estimulam os sentidos e entregam significado na metade do tempo que uma mensagem em texto.

A psicologia das cores é um estudo que mostra como as cores afetam nossas emoções e nosso poder de decisão. Confira alguns de seus principais pontos e aprenda como aplicar esses conhecimentos na construção de sua marca.

O fator emocional

O escritor Faber Birren afirma em seu livro “Color Psychology and Color Therapy” que as cores influenciam diretamente nas decisões que tomamos durante o dia. Segundo Birren, cada cor tem ação individual em ações humanas e nosso cérebro associa cada uma a diferentes emoções. Essa citação reforça a tese da importância da psicologia das cores no comportamento das pessoas.

Azul

O azul é presente em cerca de 35% das empresas mais valiosas do mundo, segundo a revista Forbes. A cor azul transmite calma, responsabilidade e segurança. A cor se destaca em contraste com cores quentes e é amplamente utilizada por empresas mais formais. Alguns exemplos são os ramos de advocacia, saúde ou contabilidade. Como curiosidade, o Facebook adquiriu seu tom azul não por querer transmitir algum tipo de confiança. O motivo é que seu criador, Mark Zuckerberg, é daltônico e a cor que mais se destaca para ele é o azul.

Vermelho

Logo após o azul, o vermelho é responsável por despertar no cérebro a sensação de urgência, e aguçar sentidos básicos como a fome. Utilizado por muitas redes de fast-food, o vermelho atrai o olhar no meio de outras cores e é associado ao movimento. Por isso, é comum encontrar empresas automotivas, como a Nissan e a Pirelli, utilizando o vermelho em sua identidade visual.

Preto, cinza e branco

Dentro do contexto da psicologia das cores, são consideradas minimalistas e luxuosas. Empresas que transbordam luxo na sua construção de marca apostam na simplicidade dessas cores para enaltecer sua identidade. É associado ao mundo da moda (veja a Zara, a Prada e a Chanel). Também está comumente presente em itens voltado à classe A, como a Apple e a Mercedes.

Verde

O frescor do verde é associado a saúde e natureza. O verde é utilizado por empresas que querem fazer com que seus clientes se sintam em uma grande comunidade ao utilizarem seus serviços e produtos. O Starbucks deixou de lado sua antiga logo marrom para adotar o verde, expressando um sentido de acolhimento, responsabilidade com o meio-ambiente e conforto.

Multicolorido

As gigantes Google, Ebay e Microsoft apostaram alto ao aderirem a identidade visual multicolorida. O que poderia ser um risco, acabou despertando nos consumidores o sentimento de que essas empresas que utilizam diversas cores em suas logos estão presentes em todos os lugares e que se encontram acessíveis para resolver todos os tipos de problemas. Precisa tirar uma dúvida sobre virtualmente qualquer coisa? Use o colorido Google. Precisa comprar um item e não sabe onde procurar? Tente o Ebay. Empresas multicoloridas costumam ser pioneiras e a primeira opção de seus consumidores.

O fator cultural

Cada cultura tem uma maneira diferente de entender e interpretar cada uma das cores do espectro. Cores tem grande influência em crenças religiosas, políticas ou práticas culturais. Entender diferenças básicas em como cada pessoa pode interpretar cores se baseando no meio que se encontra é essencial para não errar na identidade visual de sua empresa. Ao mesmo tempo que a cor preta pode ser associada com luxo, também pode ser associada à negatividade, dependendo de quem esteja avaliando.

Como a psicologia das cores afeta suas vendas?

Entenda como a psicologia das cores podem impactar nas suas vendas

Aprender a aplicar as cores certas nos momentos certos pode ser um grande coringa no aumento de suas vendas. Isso vale não apenas em sua logo. Todas as estratégias de vendas de seu negócio devem estar alinhados com o posicionamento alcançado pela sua identidade visual.

No caso de criar um website e desenvolver sua marca, é preciso avaliar se o design dele e sua estratégia de marketing estão alinhados com seu público-alvo. O site incentiva seus clientes a engajar, clicar em links e explorar suas ofertas? Os botões estão bem localizados e visíveis para que todos os consumidores tenham fácil acesso ao que desejam encontrar?

Leva cerca de 90 segundos segundos para que um consumidor tome uma decisão baseada em como você promove seus produtos ou serviços. Durante esse curto tempo é que sua empresa deve utilizar o poder das cores para engajar seu possível cliente.

Se sua marca se destaca com uma estratégia visual correta, é certeza que qualquer ação de marketing ou campanha será instantaneamente reconhecida pelo seu público-alvo. Com essas informações em mãos, pense bem na qual cor utilizar ao adicionar um botão em seu site ou em seus cartões de visita.

Utilizando cores no marketing de sua empresa

O objetivo de qualquer estratégia de marketing é fazer seu negócio ser notado.

Então vale muito criar toda a sua identidade com a combinação de cores correta de cores. Isso pode significar toda a diferença entre se destacar ou ser ignorado. Entender como elas afetam as emoções humanas e as respostas do cérebro de seus consumidores vai ajudar a alcançar todos os objetivos de sua marca e fidelizar seus clientes. O infográfico “How Collor Affect Conversion Rate” tem alguns dados interessantes:

  • Anúncios coloridos tendem a ser 26% mais reconhecidos que os preto e branco.
  • 80% dos consumidores reconhecem mais facilmente uma marca utilizando suas cores.
  • Mulheres, geralmente, se identificam mais com o azul, roxo e verde.
  • Cores agregam valores aos produtos. O vinho é associado ao requinte, já o laranja indica promoção dos preços.
  • O cinza, apesar de também estar avaliado como uma cor que exala luxo, desperta um sentimento de solidão.

A escolha das cores corretas para representarem sua empresa é um processo que exige tempo e dedicação. Agora que você já conhece a importância delas para seus consumidores, o primeiro passo é começar a testar diferentes tonalidades e analisar como seus clientes reagem a cada uma delas, para aí sim decidir qual a cor será “a cara” de seu negócio. Criatividade é a chave!

E aí? Entendeu como funciona a psicologia das cores e como ela pode impactar no sucesso de sua empresa? Deixe seus comentários, conte suas experiências!

Migrar empresa para a Conube

* Este post foi escrito pela João Cardoso, da WeLancer, maior comunidade de profissionais criativos do país, que surgiu com a missão de conectar profissionais interessados em apresentar seus trabalhos a clientes de todo o Brasil que buscam pessoas capacitadas a criar logos, website, papelaria, cartão de visita, tudo relativo a identidade visual. A WeLancer conta com 100 mil designers cadastrados, mais de 40 mil clientes atendidos e mais de 12 milhões pagos aos profissionais cadastrados.