A metodologia de cálculo do Simples Nacional foi desvendada pelos nossos contadores. O cálculo considera os últimos 12 meses de receita bruta e, para quem não tem mais de um ano de funcionamento, há uma regra diferenciada. Você baixa uma planilha desenvolvida para simulação, assiste a um vídeo ensinando a usá-la e já pode começar a economizar em impostos na abertura da sua empresa.

Planilha Simples Nacional

Faturamento no mês de abertura

  • Período de Apuração (PA) = 1º mês
  • Receita Bruta do mês = R$ 100.000,00
  • Receita Bruta proporcional a 12 meses = R$ 100.000,00 x 12 = R$ 1.200.000,00
  • Alíquota do imposto é de 12,54%, de acordo com a tabela do Simples Nacional
  • Sendo assim, o valor do imposto neste caso será de R$ 12.540,00.

Mas se você planejar o início dos trabalhos, a data da emissão de nota fiscal e o recebimento a partir do mês subsequente ao de abertura, a alíquota inicial do imposto pode ser de 6%, ou seja, menos da metade do percentual apurado no exemplo acima, pois o sistema trabalha com a média dos últimos 12 meses. Como a empresa abriu e não teve faturamento, a média será zero, você estará na primeira faixa de tributação e, portanto, irá economizar. Em nosso exemplo, a economia será de R$ 6.540,00, o que pode significar um bom fôlego para quem está iniciando.

Faturamento no mês seguinte ao de abertura

  •  Período de Apuração (PA) = 2º mês
  • Receita Bruta acumulada = R$ 0,00
  • Receita Bruta do mês = R$ 100.000,00
  • Receita Bruta proporcional a 12 meses = R$ 100.000,00
  • Alíquota do imposto é de 6,00%, de acordo com a tabela do Simples Nacional
  • Sendo assim, o valor do imposto neste caso será de R$ 6.000,00.

A empresa já terá benefício em planejar o início do trabalho no mês subsequente ao de abertura a partir de R$ 15.000,00. Para valores abaixo, inicie o faturamento o quanto antes e bons negócios.