Conube

Conube


agosto 2018
D S T Q Q S S
« jul.    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Categorias


Tecnologia a serviço das empresas: como fazer a gestão financeira na era digital?

Por Tiago Magnus, do Transformação Digital *

José Carlos R. JúniorJosé Carlos R. Júnior

Você já parou para pensar há quanto tempo nossa sociedade lida com dinheiro? As primeiras moedas representando valores são datadas do século 7 antes de Cristo, o que significa que faz pelo menos 2.700 anos que o homem precisa controlar seus gastos e equilibrá-los com a quantidade de recursos disponível. E como seria a gestão financeira na era digital?

O fato de ser algo bem antigo faz muita gente pensar que a forma de lidar com finanças não muda. Isso é um erro bem grande, principalmente se levarmos em consideração as mudanças ocorridas nos últimos 100 anos com a criação do mercado especulativo, os novos meios de pagamentos e os avanços tecnológicos como um todo.

Também está enganado quem pensa que a tecnologia não está de olho no mundo financeiro. Basta perguntar para algum profissional deste ramo para saber que muita coisa mudou no mundo dos números. E muitas dessas mudanças sofreram um empurrãozinho da tecnologia e da transformação digital.

Fazer a gestão financeira atualmente é um processo bem distinto do que era feito algumas décadas atrás. As coisas ficaram mais rápidas, dinâmicas e precisas. Por isso, é importante dar as boas-vindas para a era do controle financeiro apoiado na tecnologia.

Você já teve a oportunidade de pensar sobre esse tema? Veja abaixo quais pontos são impactados e como uma empresa pode cuidar do seu dinheiro na era digital.

A gestão financeira na era digital

Operações financeiras envolvem cálculos. O fato é que contar as coisas e controlá-las nunca foi uma tarefa fácil. É preciso raciocínio, foco, concentração, habilidade matemática e, acima de tudo, uma grande disciplina com os números.

Você pode (e vai) encontrar pessoas dotadas desse perfil analítico e sistemático. Porém, percebe como esses fatores são excludentes em relação às demais capacidades profissionais?

O que a tecnologia fez sobre o universo financeiro foi adaptar e automatizar as tarefas mais árduas e complexas. E também as que mais exigiam esforços e foco das pessoas. Desde uma simples calculadora até uma complexa planilha de resultados mensais, tudo foi transformado pela tecnologia visando a praticidade e agilidade. A forma de se fazer a gestão financeira na era digital se modificou bastante.

O resultado foi uma enorme mudança nas necessidades do profissional. Sai de cena o indivíduo que sabe somente fazer as contas e entra o profissional capaz de delegar essas tarefas para uma máquina enquanto foca em tarefas mais “pensantes”, como, por exemplo, o desenvolvimento da estratégia de sua equipe.

Resumindo: a transformação digital modificou também o perfil do colaborador da área financeira. Ela mudou seu foco, fez suas tarefas serem mais rápidas e simples ao automatizar inúmeros cálculos e projeções.

Este é o primeiro ponto a se pensar quando falamos de gestão de finanças na era digital: a tecnologia mudou o escopo de trabalho e o perfil do profissional, ao mesmo tempo em que gerou oportunidade das pessoas deixarem de lado afazeres pouco produtivos para manter foco em tarefas mais importantes para o crescimento dos negócios.

Para cada operação uma solução

Gestão financeira na era digital

Complementando o que foi abordado no tópico acima, é possível ver que a transformação digital contemplou inúmeras demandas do setor financeiro. Até mesmo tarefas menos “mecânicas” e mais intelectuais, como construção da estratégia financeira, gestão de equipes ou análise de resultados são contempladas com ferramentas digitais.

A rotina do profissional de finanças pode se apoiar bastante no uso de sistemas inteligentes e, principalmente, plataformas digitais, fazendo com que as antigas planilhas de controle e livros de caixa saiam de cena.

Tarefas que exigem bastante atenção com os números e com o planejamento, como controle de custos, que antes eram feitas manualmente, hoje podem ser realizadas através de plataformas intuitivas e de forma 100% digital, algo fundamental para otimizar o controle das finanças.

Descomplicando a contabilidade

Contabilidade, emissão de Notas Fiscais e controle de pagamentos? Hoje tudo isso também já pode ser online e automatizado.

Paralelamente à gestão financeira na era digital, operações como Balanço Patrimonial também ficaram mais fáceis e precisas com o uso de tecnologias, como o QuickBooks. Além de ser ótimo para fazer o balanço, o sistema também opera no controle do fluxo de caixa e dos impostos.

O que não faltam são soluções tecnológicas voltadas para o universo financeiro. Seria possível citar diversos exemplos, mas a lista cresce conforme exploramos a atividade do setor financeiro. Quer mais alguns exemplos? Então vamos lá?

Se está buscando uma solução para monitorar as contas a pagar e receber, uma opção bem interessante é o Vindi. Ele potencializa e facilita os pagamentos da sua empresa, permite a criação de boletos, viabiliza o uso de cartões e até mesmo ajuda quem gosta de receber via débito em conta!

Nós poderíamos passar horas listando demandas do setor financeiro e um software capaz de otimizar cada uma das tarefas. Porém, como você já deve ter percebido, fica claro que sobram soluções tecnológicas disponíveis para auxiliar o trabalho dos profissionais de finanças de qualquer empresa.

O escritório sempre na palma da mão

Um dos maiores benefícios da era digital é a possibilidade de trazer todos aqueles arquivos e pastas para nossas mãos. A praticidade dos dispositivos móveis encontrou na computação em nuvem o parceiro ideal para o trabalho remoto, permitindo o acompanhamento de dados em tempo real e sem restrições geográficas.

Essa mudança foi positiva para diversas segmentos profissionais. Mas para o setor financeiro e contábil (marcado pelo uso e acúmulo de largas pilhas de documentos e papéis) essa mobilidade se traduziu em autonomia de movimento e também em segurança. Afinal, um dos maiores trunfos da nuvem é a sua capacidade de armazenamento seguro das informações.

O setor financeiro tem muito a se beneficiar ainda com as soluções digitais e a transformação que elas podem causar.

E aí, o que achou sobre as dicas de como fazer a gestão financeira na era digital? Deixe seus comentários.

cta-migracao_de_empresas

* Este artigo foi escrito por Tiago Magnus, fundador do Portal TransformacaoDigital.com, o maior ecossistema de Transformação Digital da América Latina. Através da expertise de influenciadores nacionais e internacionais, o Portal TD fomenta a inovação de todo o mercado com informações, notícias, artigos, dados e pesquisas relacionados ao tema.




José Carlos R. Júnior é jornalista, redator e revisor de textos. Trazendo uma experiência de mais de 10 anos gerenciando editorias em diversas mídias online e impressas, é hoje o responsável pela gestão de conteúdos e de comunicação da Conube.