Conube

Conube


dezembro 2016
D S T Q Q S S
« nov.    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Categorias


Por que os relatórios contábeis se tornaram decisivos nas empresas?

José Carlos R. JúniorJosé Carlos R. Júnior

Também conhecidos como informes, os relatórios contábeis ganharam destaque conforme as práticas da Contabilidade evoluíram no dia-a-dia corporativo. Apesar de muitos atribuírem conceitos errados ao departamento contábil, remetendo sempre à burocracia tributária, não há dúvidas de que os gestores modernos utilizam-se destes relatórios para gerenciar melhor suas empresas.

Para falar da importância dos relatórios contábeis, porém, precisamos começar conceituando a Contabilidade. A Contabilidade é a ciência que estuda, interpreta e registra os fenômenos que afetam o patrimônio de uma determinada entidade. Ou seja, faz o registro e a análise de todos os fatos relacionados com a formação, a movimentação e as variações do patrimônio administrativo vinculado à entidade. Sua função é garantir controle e fornecer aos administradores (gerência, direção, acionistas e outros) as informações sobre o estado patrimonial e o resultado das atividades desenvolvidas pela empresa.

Os relatórios contábeis, portanto, são exposições detalhadas e resumidas dos dados colhidos pela contabilidade. Seu principal objetivo é relatar os principais fatos financeiros registrados em um determinado período.

Relatórios contábeis para tomada de decisão

Entre os tipos de relatórios contábeis, os mais importantes são as demonstrações financeiras, também conhecidas como demonstrações contábeis. As demonstrações financeiras estão divididas em balanço social, demonstração de resultado de exercício, demonstração das mutações do patrimônio líquido (DMPL), entre outros.

O que se está percebendo nos últimos tempos nas empresas é que as informações obtidas nos relatórios contábeis deixaram de circular somente entre o pessoal de Controladoria, chegando até a mesa das decisões finais – o conselho administrativo, a diretoria, o CEO.

Com a descentralização da administração, os relatórios que demonstram a evolução econômica e patrimonial – e que permitem traçar projeções para o futuro, análise de tendências e riscos – agora são importantes ferramentas para a tomada de decisões, tanto na hora do planejamento de longo prazo quanto para corrigir a rota ao longo do ano.

Os relatórios contábeis e as PMEs

EscritorioAs pequenas e médias empresas, que representam a maior parte dos negócios no Brasil, ganharam um papel de protagonismo nos últimos anos. Tanto que, de acordo com o Ministério do Trabalho, juntas, elas respondem por mais da metade dos postos de trabalho no país.

Geralmente, as empresas emergentes contam com serviços terceirizados de contabilidade. Como elas estão mais profissionalizadas, e até pelo fato de haver um maior número de empreendedores no país nos últimos anos, as assessorias contábeis acabam fazendo o papel de elaboração e interpretações das informações dos relatórios contábeis, entregando aos gestores um resumo mais “traduzido” do que é importante saber para a tomada de decisões.

O interessante é que também nas PMEs, os relatórios contábeis assumem a mesma importância dos relatórios de custos ou de produção, por exemplo. Assim como as médias e grandes, as PMEs estão de olho na redução de impostos, na eficiência da gestão financeira, no controle dos custos e no planejamento estratégico.

Neste contexto, a parceria entre o pessoal de administração e de contabilidade é fundamental. Os administradores expondo quais são suas necessidades gerenciais e os contadores ajudando a decifrar os números, a traduzi-los.

Por outro lado, a tecnologia também tem contribuído muito para que os relatórios contábeis se tornem mais estratégicos dentro das empresas. À medida que as ferramentas forneçam a ordenação e o processamento rápido das informações, tê-las já não é mais um bicho de sete cabeças. E com isso, ganham todos. Administradores, contadores, e os resultados das empresas.

José Carlos R. Júnior é jornalista, redator e revisor de textos. Trazendo uma experiência de mais de 10 anos gerenciando editorias em diversas mídias online e impressas, é hoje o responsável pela gestão de conteúdos e de comunicação da Conube.

Comments 0
There are currently no comments.