Ser empreendedor no Brasil é um desafio. Existem altas taxas, legislações complexas, burocracia em diversas etapas dos processos, dificuldade no acesso a crédito. Além disso, há grande instabilidade econômica. Esses são fatores que complicam a manutenção de empresas, especialmente as pequenas e médias. Em um cenário como o que estamos passando, de uma pandemia a nível global que afeta fortemente a economia, são muitos os impactos. Mas também surgem muitas iniciativas criativas para diminuir as dificuldades e formas de como auxiliar as empresas na crise.

E como fica a situação para as pequenas e médias empresas, que muitas vezes dependem da receita mensal para poder cobrir os custos de manutenção e garantir o pagamento dos salários de seus funcionários? Afinal, existe uma grande movimentação tanto do poder público quanto do privado, inclusive do universo das startups, para contribuir com o empreendedor neste momento.

A digitalização se fortaleceu como um investimento altamente relevante e urgente. De antemão “Por já nascerem digitais, startups têm muito a contribuir com os negócios” afirma Pietro Bonfiglioli, cofundador da Fisher Venture Builder e um dos idealizadores da helPME, uma plataforma que reúne informações e soluções relevantes para o empreendedor atravessar essa crise e se tornar mais eficiente na pós-pandemia.

Conheça 5 iniciativas para ajudar o empreendedor e as PMEs

Como ajudar as empresas na pandemia: Descubra 5 iniciativas aqui!

1. Facilitação do acesso ao crédito

A Caixa Econômica Federal e o SEBRAE assinaram um acordo para facilitar o acesso de pequenas empresas a financiamentos de capital de giro. A linha de R$ 7,5 bilhões será disponibilizada pelo banco e garantida pelo Sebrae, por meio do Fundo de Aval para as PMEs.

Da mesma forma, o BNDES também expandiu a oferta de crédito para capital de giro de empresas que tenham faturamento anual de até R$ 300 milhões. Como forma de diminuir os impactos da crise e ajudar as empresas, pelo menos R$ 5 bilhões estarão disponíveis para o apoio a médias, pequenas e micro empresas.

Na mesma linha, o governo lançou o Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte). Instituído pela Lei 13.999/2020. Ele oferece uma linha de crédito especial no valor total de R$ 15,9 bilhões. Esse dinheiro será distribuído em empréstimos para ajudar Microempresas (ME) e as Empresas de Pequeno Porte (EPP) durante esse período de pandemia.

2. Novas regras trabalhistas

As medidas provisórias que foram editadas flexibilizam as regras trabalhistas e preveem acordos entre empresas e trabalhadores para evitar demissões. Algumas das possibilidades são a redução de salários e a suspensão do contrato de trabalho por um tempo determinado.

Como uma forma de ajudar os trabalhadores e as empresas durante a pandemia, o Governo anunciou o valor de R$ 51 bilhões para a compensação de reduções de jornada. Consequentemente, existirão reduções salariais permitidas pelas MPs 927 e 936, que justamente flexibilizam as regras trabalhistas.

3. Férias e feriados

Desde já, o empregador pode, de acordo com a Medida Provisória editada pelo presidente Jair Bolsonaro, antecipar as férias dos empregados. Para isso, o colaborador precisará ser avisado com 48 horas de antecedência. Além disso, o adicional do 1/3 de férias poderá ser pago após a concessão desse período, até a data de pagamento do 13º salário.

Durante o estado de calamidade pública, as empresas também têm a opção de conceder férias coletivas. Por outro lado, os empregados também precisam ser notificados com 48 horas de antecedência. 

4. ERP e Gestão financeira para ajudar empresas

Antecipadamente, algumas startups têm se destacado neste momento, trazendo soluções interessantes para ERP, crédito e contabilidade. Por exemplo a Omie, a Nexoos e a própria Conube. É uma oportunidade para cuidar da gestão do negócio e organizar bem as finanças, se preparando para o retorno.

5. Tecnologia e vendas online

Para apoiar empreendedores e PMEs, foi criada a rede Estímulo 2020. Esse movimento oferece, além de linhas de crédito, acesso gratuito à plataforma da VTEX, que permite ao empreendedor criar sua loja virtual – algo muito relevante nesse momento de distanciamento social.

Sob o mesmo ponto de vista, outra ótima iniciativa para ajudar as empresas, é que todos os cadastrados também terão acesso ao sistema de gestão da Omie, que mencionamos acima, por seis meses.

Nas vendas online, nesse meio tempo, as startups também lançaram iniciativas bacanas, como o Ebanx beep plataforma de e-commerce do unicórnio brasileiro Ebanx, e o Shopify – plataforma global que oferece também treinamentos e capacitação.

Certamente não é um período fácil, mas são diversas as possibilidades para driblar a crise que estamos vivendo. Da mesma forma, outras novidades interessantes ainda vão surgir, seja de iniciativas públicas ou privadas.

Portanto, investir em tecnologia e digitalização, renegociar dívidas e contas e reorganizar o negócio para um mundo cada vez mais online são passos importantes. Como resultado, vão apoiar os empreendedores e ajudar as empresas no momento de reabertura e retomada.

Como se manter a par de todas as iniciativas?

Como ajudar as empresas na pandemia: Descubra 5 iniciativas aqui!

Uma dica para se manter atualizado sobre as iniciativas, normas e legislações que ajudam os empreendedores nesse período é acompanhar a helPME, que traz conteúdos voltados para áreas como Financeiro, Jurídico, RH e Vendas.

Como resultado, “Criamos a helPME para que o empreendedor tenha, em um só lugar, todas as informações, decisões e iniciativas que impactam os negócios dele, além de reunir as soluções mais bacanas de startups e tecnologia que vão contribuir para que ele acelere sua digitalização, reduza custos e se fortaleça para seguir em frente da melhor forma possível”, afirma Pietro.

E, claro, mantenha-se sempre informado por canais confiáveis!

* Este conteúdo foi escrito pelos nossos parceiros da HelPME, uma plataforma lançada pela FisherVB para ajudar empresas a encontrarem soluções tecnológicas e conteúdos educativos que os ajudem a enfrentar o momento de crise

CTA_Migração

Sabe de outras medidas e iniciativas para ajudar as empresas durante a pandemia, principalmente as PMEsCompartilhe com a gente nos comentários!