Conube

Conube


dezembro 2016
D S T Q Q S S
« nov.    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Categorias


Gestão Financeira: Conheça os 10 erros mais comuns

Gabriel MarquezGabriel Marquez

Uma boa gestão financeira é essencial para o crescimento das empresas e pode ser peça chave para determinar o sucesso ou o fracasso de um empreendimento. Todas as metas da empresa passam por essa importante ferramenta, que, se utilizada de forma correta, serve como base para a tomada de decisões e transmite segurança para todas as áreas funcionais. Entretanto, se as finanças forem geridas de forma errônea, os impactos podem ser profundos.

Veja os erros mais comuns na gestão financeira:

1. Confundir finanças empresariais com finanças pessoais

erros-comuns-na-gestao-financeiraEsse é um erro comum principalmente em pequenos negócios e em empresas individuais. Imagine que, ao final de uma semana de trabalho todo o dinheiro obtido esteja guardado em uma gaveta e a conta de luz residencial seja paga com esse dinheiro. Quanto você tinha? Quanto restou? Ao final do mês, quanto de lucro a empresa obteve e quanto você recebeu como salário? Confundir as finanças da pessoa jurídica com as finanças pessoais pode tornar tudo muito confuso e gerar desencontro de informações.

2. Não projetar o fluxo de caixa

Além dos gastos que você teve hoje e terá amanhã, também é essencial projetar o que você terá que pagar nos próximos meses e as receitas que vão entrar nesse período. Dessa forma, é possível fazer um planejamento a longo prazo e também realizar uma comparação entre o que você projetou e o que realmente foi realizado, acompanhado de uma análise que indique por quais motivos as coisas saíram como o esperado ou não.

3. Não ter controle de estoque

O estoque da empresa deve estar sempre registrado e atualizado de acordo com as saídas e as compras realizadas. Calcular o estoque ideal para minimizar os custos de armazenagem e otimizar as compras, para que seja possível conseguir descontos, também são ótimas estratégias para melhorar suas finanças. Abrindo mão do controle de estoque, a empresa fica nas mãos do destino, podendo ter altos gastos emergenciais ou mercadorias estocadas por tanto tempo que se tornam obsoletas.

Confira também:

 

4. Não ter conhecimento sobre o redimento operacional da empresa

Ter conhecimento dos rendimentos mensais da empresa é essencial para uma boa gestão. Sabendo quanto você lucrou nos ultimos períodos, de onde veio esse dinheiro, quanto saiu da empresa e para onde foi esse dinheiro, você terá a capacidade de analisar os motivos pelos quais alguns meses são melhores que outros e cortar gastos desnecessários. Essas informações podem ser obtidas a partir de um Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE), uma ferramenta contábil muito simples de ser utilizada.

5. Não elaborar um plano financeiro

Só a partir de um planejamento prévio é possível comparar o estimado com o realizado pela empresa. Administrar uma empresa sem um planejamento seria o mesmo que sair para navegar sem planejar uma rota: uma hora ou outra você irá acabar perdido. E algumas vezes, até reencontrar o caminho, pode ser tarde demais.

6. Não saber calcular o preço de venda ideal

Quanto você gasta pra produzir o seu produto, incluindo matéria-prima, mão-de-obra e custos fixos? E qual é a sua margem de lucro em cima disso? Até quantos por cento é possível que você dê de desconto para o cliente sem comprometer o seu caixa? Comparar com o preço do concorrente não é um método aceitável. É necessário calcular o seu preço de venda ideal para tirar o maior proveito possível da comercialização de seus produtos.

7. Não saber o valor patrimonial da empresa

gestao-financeiraVocê sabe quanto vale a sua empresa? Somando todos os bens e produtos que estão contidos nela, qual é o valor do seu patrimônio? Só sabendo essa informação é possível analisar o quanto a sua empresa está crescendo com o passar dos anos e projetar cenários a longo prazo para que ela continue cada vez evoluindo mais.

8. Não manter registro das transações efetuadas pela empresa

Todas as transações, desde a compra de clipes de papel até a aquisição de novas máquinas, devem ser registradas de maneira correta para, ao final de certo período, poderem ser analisadas.

9. Não elaborar uma ferramenta padrão para gerir as finanças

Para que as finanças sejam registradas de maneira correta e efetiva, é necessário que seja criada uma ferramenta padrão para esse controle, mesmo que seja apenas um caderno no qual são anotadas todas as transações.

10. Não saber gerir o lucro obtido

Após um bom mês de vendas e um grande lucro obtido, é hora de reinvestir esse lucro dentro da empresa para conseguir, cada vez mais, um lucro maior. Ao investir esse dinheiro em outros fins, a saúde da empresa pode ficar comprometida.

Você está cometendo algum desses erros e vai corrigi-lo após ler este post? Compartilhe sua experiência nos comentários.

Comments 3