Conube

Conube


dezembro 2016
D S T Q Q S S
« nov.    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Categorias


Dicionário do Empreendedor: 10 termos que você precisa conhecer

José Carlos R. JúniorJosé Carlos R. Júnior

Gerir o próprio negócio não é uma tarefa simples. Não basta ter uma ideia inovadora! Para que o negócio dê certo, exige-se do empreendedor muitas responsabilidades, garra, persistência e conhecimentos multidisciplinares. Para quem é iniciante no mundo do empreendedorismo, uma das dificuldades recorrentes é a compreensão de todos aqueles termos e expressões (a maioria em inglês) bem específicos desta área, sobretudo no mundo das chamadas startups. Pode parecer confuso e difícil de entender, mas são conceitos aplicáveis no dia a dia e, portanto, fáceis de se assimilar. Pensando em você, que se vê perdido diante de tantas expressões desconhecidas em seu vocabulário, preparamos o dicionário do empreendedor.

Dicionário do Empreendedor

Conheça e entenda, de uma vez por todas, os principais termos que todo novo empresário deve saber. Fique com a gente e confira!

Dicionário do Empreendedor

1. Break-even

Break-even tem uma tradução aproximada de “ponto de equilíbrio”. No mundo do empreendedorismo equivale à fase em que os custos de uma empresa equivalem às receitas. Ou seja, neste período o lucro foi zero, mas também foi zero o prejuízo.

Porém, este é o ponto a partir do qual o investidor deixa de ter prejuízo e começa a equilibrar o capital investido. Assim sendo, tudo que estiver acima desse ponto, é lucro. Em contrapartida, quando as contas estão abaixo deste ponto, pode-se dizer que a empresa terá perdas financeiras.

Diante disso, este é um indicador de como andam as finanças da empresa, muito importante para concluir pela viabilidade de um negócio.

2. Budget

Este é um termo em inglês traduzido em “orçamento”. No contexto empresarial, está relacionado ao orçamento periódico de uma empresa.

Nele, estão contidos os gastos, receitas e projeções, sendo considerado um plano estratégico financeiro. É muito importante, pois através dele é possível estabelecer os planos de vendas e produção com uma boa previsão das finanças no período abordado, que geralmente equivale a um ano.

3. B2B / B2C

Business to business (B2B) e Business to customer (B2C) são conceitos que se relacionam e não poderiam ficar de fora do dicionário do empreendedor.

B2B é utilizado para conceituar o negócio feito entre duas empresas, em que não há a participação do cliente final. Já B2C é o negócio entre uma empresa e o consumidor final.

B2B e B2C são dois dos termos que devem estar presentes no Dicionário do Empreendedor

4. Core business

Core business pode ser conceituado como o ponto central de um negócio, o ponto forte da empresa que é trabalhado de maneira estratégica.

Este conceito tem uma importância muito grande, já que define qual o foco da empresa dentro do mercado. Como exemplo, podemos citar a empresa Nike, que apesar de investir em outros produtos, tem seu foco na produção e fabricação de tênis de alta tecnologia.

5. Coworking

Coworking é um espaço compartilhado por várias empresas ou profissionais de diversos ramos.

Já é considerado uma tendência, com várias unidades assim espalhadas pelo país. O Coworking é uma nova maneira de repensar os locais de trabalho, sendo bastante utilizado por profissionais autônomos que desejam um ambiente mais neutro que o home office ou locais públicos.

Traz benefícios como a possibilidade de troca de experiências, conhecimentos e aumento do networking (rede de contatos).

6. Follow-up

Follow-up é uma expressão que pode ser traduzida como “acompanhar”. Dentro do contexto empresarial, corresponde a técnica de acompanhar, fazer uma avaliação de uma tarefa anteriormente realizada.

Para melhor entendimento, podemos citar uma concessionária que, após a venda de um carro para o cliente, entra em contato com ele alguns dias depois para saber qual a sua satisfação com o produto adquirido.

No setor de compras de uma empresa, pode ser representado com o acompanhamento do funcionário sobre prazo de entrega de um produto, por exemplo.

 7. MVP

MVP é a sigla para Minimum Viable Product, podendo ser traduzido “produto mínimo viável”, ou seja, define qual o coeficiente mínimo para a viabilidade de determinado produto.

É uma técnica bastante utilizada no mundo empresarial, que consiste em lançar um produto com investimentos mínimos a fim de se verificar a sua viabilidade no mercado, antes de se investir verdadeiramente nele.

Portanto, seria uma versão teste de um produto (com funcionalidades básicas) através do qual se realiza testes como sua eficiência, utilidade, aceitação do consumidor, dentre outros.

dicionario-do-empreendedor-x-termos-que-voce-precisa-conhecer

8. Pitch

Pitch é uma das ferramentas que mais assustam o novo empreendedor pois é considerado um momento único e extremamente importante para o crescimento do negócio. Trata-se de uma apresentação curta de seu negócio visando atrair e convencer novos investidores ou clientes.

Como dito, deve ser curto (entre 3 e 5 minutos) e deve conter apenas informações relevantes e com capacidade de persuadir o investidor ou cliente em potencial.

9. ROI

ROI (Return on Investment) é a sigla inglesa que pode ser traduzida em “retorno sobre investimento”.

De maneira simplificada, é o percentual de retorno analisando-se o investimento realizado. Ou seja, observa-se o dinheiro ganho ou perdido através de um investimento com base nos valores que foram aplicados.

Dentro da publicidade online, ROI é conceituado como o retorno do investimento com marketing e campanhas publicitárias. Sendo assim, o ROI indica qual o valor ganho com determinada campanha, ou seja, seu retorno para a empresa.

10. Venture Capital

Venture Capital é uma expressão que está ligada ao capital de risco de uma empresa, ou seja, aqueles investimentos em fase inicial do empreendimento.

São, portanto, investimentos feitos em empresas iniciantes, mas que possuem expectativa de bom crescimento. Geralmente os investidores, ao injetar tais quantias, passam a ter direito de atuação nestas empresas pois também possuem interesse no sucesso do novo empreendimento.

Trata-se de um capital importante, já que estas startups não dependerão do fluxo de caixa para se manterem no mercado, quase inexistente nessa fase inicial. Deste modo, possuem maior estrutura para se desenvolver e firmar no mercado.

Você percebeu que o mundo empresarial está repleto de termos desconhecidos pela maioria das pessoas, sendo comum que novos empreendedores ainda não os dominem com segurança. Mas, com esse dicionário do empreendedor, a realização e planejamento de tarefas relacionadas ao seu negócio ficarão muito mais fáceis. Afinal, apesar da grande variedade de expressões, todas elas têm muita relação com o seu cotidiano e te ajudarão a se tornar um empreendedor de sucesso!

Gostou do nosso dicionário do empreendedor? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais! Eles também irão gostar de aprender um pouco mais!

Descubra o melhor formato para sua empresa

José Carlos R. Júnior é jornalista, redator e revisor de textos. Trazendo uma experiência de mais de 10 anos gerenciando editorias em diversas mídias online e impressas, é hoje o responsável pela gestão de conteúdos e de comunicação da Conube.

Comments 0
There are currently no comments.