Conube

Conube


dezembro 2016
D S T Q Q S S
« nov.    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Categorias


Como manter um bom fluxo de caixa na sua empresa

José Carlos R. JúniorJosé Carlos R. Júnior

Não é segredo que toda empresa precisa ter ciência de suas movimentações financeiras para garantir o bom andamento de seus negócios. O fluxo de caixa é a ferramenta utilizada pelos gestores financeiros para controlar todo o capital que entra e sai. Esse controle é o que garante a saúde financeira de uma instituição. Mas muitos gestores têm dúvidas sobre como fazer um controle eficaz. Pensando nisso, elaboramos 5 dicas para auxiliá-los neste processo. Vamos lá?

1. Faça um bom planejamento financeiro

A realização de um bom planejamento financeiro garante que o gestor esteja apto a tomar decisões, o que é importantíssimo para uma gestão eficiente. Mas, do que consta um bom planejamento financeiro? Em linhas gerais, o planejamento financeiro é uma das principais atividades da empresa, pois, através dele, é possível prever suas receitas e despesas e planejar suas movimentações. Desta maneira, a empresa consegue obter melhores resultados diante de seus concorrentes, pois se torna mais competitiva. O fluxo de caixa é um aliado deste planejamento, auxiliando na previsão, análise e controle das movimentações financeiras, o que permite uma gestão adequada dos recursos financeiros da empresa. Em outras palavras, é possível planejar. E planejamento demanda organização. Por isso, mantenha seus dados atualizados diariamente!

2. Analise os cenários de curto e longo prazo

Outra vantagem em manter um fluxo de caixa atualizado é a possibilidade de analisar os cenários de curto e longo prazo. Se a empresa mantém um bom fluxo de caixa, ela consegue saber se está vendendo bem, qual produto vende mais, onde está gastando seus recursos, como está seu estoque, se é possível realizar promoções e descontos, além de identificar quais os pontos críticos de seu orçamento. Uma maneira de realizar esta análise é através do Fluxo de Caixa Projetado. Ele é uma ferramenta que tranquiliza o gestor, pois possibilita a previsão de entradas e saídas de recursos. Assim como no Fluxo de Caixa diário, é necessário manter as informações atualizadas e muito bem organizadas.

3. Fique atento à burocracia com a folha de pagamento

manter-bom-fluxo-de-caixaQuando falamos em organização, não tem como não mencionar a folha de pagamento. Normalmente, é uma dor de cabeça para o Departamento Financeiro, pois exige muita atenção aos detalhes. O interessante nessa questão é que toda essa burocracia ligada à folha de pagamento pode ser realizada pelo seu contador. Ele é uma figura muito importante na questão do fluxo de caixa, pois é responsável por diversas questões que afetam diretamente este processo, sendo as despesas com a folha de pagamento uma delas. O contador é responsável pela emissão das guias de impostos da folha de pagamento (FGTS, DARF para IRPF, GPS e Sindicato) e elaboração e emissão de declarações ligadas à folha, como o demonstrativo do cálculo do INSS, por exemplo.

4. Conte com a ajuda de seu contador para o fluxo de caixa

O contador é um grande aliado na hora de construir declarações, tirar dúvidas sobre as burocracias e ser o intermediário entre você e as instituições governamentais, principalmente no quesito impostos. Contudo, é importante ter em mente que o papel de manter um bom fluxo de caixa é do gestor e não do contador. Conte com a ajuda do seu contador para manter as informações atualizadas, mas tenha em mente que essa é sua responsabilidade!

Mas, quais são as responsabilidades do contador?

Primeiramente, é preciso destacar que toda empresa precisa ter um CRC atuante para representá-la. Em segundo lugar, as responsabilidades do contador dependem das disposições do contrato firmado entre ambas as partes. Em linhas gerais, podemos citar as seguintes atribuições:

5. Automatize!

Por fim, outro ponto crucial na hora de manter um bom fluxo de caixa é a automatização desse processo. Há gestores que realizam o fluxo à moda antiga, com papel e caneta ou até mesmo por planilhas do Excel. Porém, a melhor maneira de controlar o fluxo de caixa é através de um software especializado que irá realizar o controle das entradas e saídas e gerar os relatórios, fluxo de caixa e previsões automaticamente.

Este post foi útil para você? Deixe sua opinião nos comentários!

Quer saber mais? Acesse conube.com.br

José Carlos R. Júnior é jornalista, redator e revisor de textos. Trazendo uma experiência de mais de 10 anos gerenciando editorias em diversas mídias online e impressas, é hoje o responsável pela gestão de conteúdos e de comunicação da Conube.

Comments 2