Conube

Conube


dezembro 2016
D S T Q Q S S
« nov.    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Categorias


Confira algumas dicas importantes para abrir empresa

José Carlos R. JúniorJosé Carlos R. Júnior

A abertura de um negócio é um momento bastante delicado na vida do empreendedor e, por isso, exige um estudo detalhado de diversos aspectos legais e mercadológicos. É essencial tomar essa decisão de uma forma segura e bem informado sobre todos os pontos envolvidos. Para ajudar você, vamos detalhar nesse post nove dicas importantes para abrir empresa. Veja:

1. Conheça o mercado em que deseja atuar

O primeiro passo é fazer um estudo de mercado. Você deve responder a si mesmo se existe uma demanda para os produtos e/ou serviços que quer comercializar. Quem é seu público-alvo? Procure por dados sobre o mercado e pesquisas feitas sobre o seu público-alvo. Quem são? Como consomem? Quanto gastam com esse tipo de produto / serviço?

2. Estude os concorrentes e defina quais serão seus diferenciais

businessman writing rising graph ,blue backgroundVocê também precisa conhecer e estudar sua concorrência. Busque o máximo de informações sobre os seus concorrentes: produtos, serviços, posicionamento de mercado, perfil dos clientes, etc. Entenda quais são os pontos fortes e fracos de cada uma das empresas que concorrem no mercado em que você vai atuar. Somente depois de conhecer ao máximo sua concorrência é que você poderá identificar ou traçar sua estratégia de diferenciação – o que você pode oferecer de valor em seus produtos que seus concorrentes não podem, ou não perceberam que podem? E sua empresa precisa ter diferenciais concretos, quanto mais visíveis para o mercado esses diferenciais estiverem, mais clientes você irá conquistar.

3. Como você fará suas vendas?

Defina qual será a forma de venda dos produtos e/ou serviços que sua empresa oferecerá. Você venderá diretamente aos consumidores, terá canais de distribuição ou parceiros, empresas que levem o que você venda até os consumidores?  Vai realizar as vendas em lojas físicas, de porta e porta ou por meio de um e-commerce? Depois de definir como serão suas vendas, você poderá planejá-las: fazer projeções e traçar caminhos para alcançar suas metas. Ou seja, poderá definir se precisará contratar profissionais de vendas e como sua equipe comercial deve atuar.

4. Estudo de finanças: Qual investimento inicial?

Reúna informações sobre todos os custos que você terá para iniciar a operação da sua empresa. Quanto você precisa investir inicialmente em matéria-prima, compra de insumos, contratação de serviços de terceiros, comunicação, consultorias? Pense no período em que sua empresa levará para se consolidar, cobrir o investimento inicial e, somente depois, começar a ter lucro. É importante ter essa etapa muito bem definida.

Dentro desse tópico, além dos investimentos iniciais, outra questão essencial é saber qual será o custo total para abrir sua empresa, incluindo honorários, taxas, como DARE, DARF, e demais despesas. Para facilitar essa conta, a Conube disponibilizou uma calculadora que indica quais serão os seus primeiros gastos. Acesse e descubra os custos para abrir sua empresa.

 

5. Você precisaria continuar no emprego no começo ou tem reservas suficientes?

Se este é o seu primeiro negócio, é importante você calcular quais são suas reservas antes de deixar seu atual emprego, justamente pensando no período em que sua empresa não dará lucros. Pense nos benefícios que seu atual empregador te oferece (plano de saúde, alimentação, transporte, etc) e que, a partir do momento que você só se dedicar ao seu empreendimento, passarão a ser custeados apenas por você. Se você tiver uma reserva financeira suficiente para cobrir todas as suas despesas pessoais durante o início do seu negócio, vá em frente. Caso contrário, pense na possibilidade de conciliar seu atual emprego com sua empresa.

6. A conta fecha? Quantas vendas serão necessárias para cobrir os custos?

Dentro 2 - Abrir EmpresasColoque no papel quais serão todos os seus custos fixos (aluguel de espaço, manutenção do e-commerce ou website, telefone, energia elétrica, internet, funcionários, impostos, etc.) e os possíveis custos variáveis para sua empresa operar e nos preços que você cobrará pelos produtos ou serviços. Fazendo esta estimativa, você poderá precificar e, a partir do lucro estimado, traçar um plano de conquista de clientes e vendas.

7. Estudo de Recursos: Você já tem todos os recursos necessário para o negócio?

Você precisará contratar pessoas, adquirir equipamentos, investir em infraestrutura tecnológica? Pense em todos os recursos iniciais, e nos custos, de que sua empresa precisará para operar. O montante destes recursos está diretamente relacionado à sua ambição inicial e é natural que, à medida que seu negócio cresça, ele precise ser incrementado.

8. Quais as habilidades para entregar esse produto ou serviço?

Pense nas habilidades técnicas e administrativas que você precisa ter ou contratar para sua empresa sair do plano e passar a operar. Quais são os conhecimentos que você e/ou seus funcionários precisam ter para produzir e vender os produtos e serviços que a sua empresa oferecerá ao mercado?

9. Quando é necessário registrar legalmente a empresa?

Busque ajuda de uma consultoria jurídica para guiar o registro legal da sua empresa. Ela te dirá como deve ser a estrutura legal para o seu tipo de negócio, em que momento deve ser feita e quais os órgãos governamentais que você deverá procurar para legalizar o seu negócio.

E agora? O que devo fazer?

Sucesso é o que todos os empreendedores almejam no momento em que estão montando seus negócios. Mas será que eles estão atentos aos detalhes na hora de começar?

Para saber essas e outras respostas, acesse o artigo 10 coisas que você precisa saber antes de abrir seu negócio

José Carlos R. Júnior é jornalista, redator e revisor de textos. Trazendo uma experiência de mais de 10 anos gerenciando editorias em diversas mídias online e impressas, é hoje o responsável pela gestão de conteúdos e de comunicação da Conube.

Comments 1