Conube

Conube


dezembro 2016
D S T Q Q S S
« nov.    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Categorias


Como calcular o investimento médio para abrir uma empresa?

José Carlos R. JúniorJosé Carlos R. Júnior

Sucesso é o que todos os empreendedores almejam no momento em que estão montando seus negócios. Mas será que eles estão atentos aos detalhes? É preciso calcular qual será o investimento médio para abrir uma empresa. Para isso, é necessário ter alguns pontos importantes em mente: qual é o tipo de negócio que você pretende abrir? Quem é o seu público-alvo? Quanto você terá para investir e qual é o prazo de retorno esperado deste investimento?

Pode parecer complicado colocar todas estas ideias em prática, mas para responder a todas essas questões, você precisará criar um referencial de informações, que pode ser feito com a elaboração de um bom plano de negócios. Esse estudo será responsável por guiar e indicar em qual estágio a sua empresa está e como anda a sua saúde financeira.

Os primeiros gastos a serem calculados, e que já devem entrar nesse plano de negócios para que sejam identificados os valores iniciais de investimento, são os custos para abrir empresa, considerando aí também os gastos com todas as taxas e honorários contábeis.

A Conube desenvolveu uma calculadora para identificar esses primeiros custos. Clique aqui para acessar e fazer uma simulação!

 

Como elaborar um plano de negócios

O plano de negócios é o primeiro passo para descobrir qual será o investimento necessário para começar seu empreendimento. Ele deve ser feito com o máximo de cautela. As informações devem ser apuradas e todos os itens que compõem o plano devem ser muito bem estruturados. Depois de pronto, basta segui-lo e atualizá-lo com frequência — isso poderá determinar e ser responsável por boa parte do seu êxito como um novo empreendedor de sucesso.

Com o plano de negócios em mãos, será possível realizar a tarefa crucial e mais importante do seu negócio: saber como, onde e quanto investir nas áreas da sua empresa e nas contratações. Para tomar decisões mais assertivas nesse sentido, existem alguns cálculos básicos que devem ser feitos para entender a saúde financeira da empresa.

Capital Financeiro

Como calcular o investimento para abrir uma empresaÉ muito difícil uma empresa obter êxito sem capital financeiro. Caso você não possua todo o capital necessário para a abertura da sua empresa, você pode recorrer a empréstimos em instituições financeiras ou buscar investidores. Em ambos os casos, o potencial de crescimento da sua empresa será avaliado — o que pode ser comprovado por meio de um plano de negócios consistente.

Investimento fixo

Esta é a base de cálculo para os investimentos iniciais para que a sua empresa possa funcionar. Normalmente, são investimentos em estrutura física, como móveis, decoração, maquinário, veículos e tudo mais que envolva bens para que a sua empresa possa sair do papel.

Investimento pré-operacional

Esse tipo de investimento também é vital para o funcionamento da empresa, porém não é voltado para a aquisição de bens, mas para a abertura e legalização da empresa, treinamento de funcionários, divulgação e ações de marketing.

Capital de giro

Recurso utilizado para que sua empresa opere, compre materiais para venda, estoque, destinado ao pagamento de funcionários, contas fixas, variáveis, e também uma reserva para uma eventual emergência. Esse valor precisa ser suficiente até que o valor de entrada em caixa comece a pagar o valor de estoque inicial, evitando riscos de endividamento.

Estes são os investimentos mais básicos que você precisará para abrir uma empresa. Mas eles não param por aí: é preciso ter uma real ideia de como funciona o trabalho, prospecção de clientes e sobre as condições do mercado em que se pretende atuar.

Quer ter uma ideia mais detalhada de como estruturar corretamente cada uma das etapas fundamentais para abrir uma empresa?

Como abrir uma empresa

José Carlos R. Júnior é jornalista, redator e revisor de textos. Trazendo uma experiência de mais de 10 anos gerenciando editorias em diversas mídias online e impressas, é hoje o responsável pela gestão de conteúdos e de comunicação da Conube.

Comments 1