Conube

Conube


dezembro 2016
D S T Q Q S S
« nov.    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Categorias


Como fazer um planejamento tributário e escolher o modelo ideal para sua empresa

Anderson FeitosaAnderson Feitosa

Se você chegou até aqui, muito provavelmente decidiu que está na hora de abrir o seu próprio negócio. Contudo, sabemos que este processo não é muito fácil, especialmente quando você se depara com a questão do planejamento tributário de sua empresa. Mas não se preocupe! Neste post iremos abordar os principais regimes e como escolher aquele que se encaixa com a atividade principal exercida pela sua empresa e o seu faturamento. Vamos lá?

O que é o planejamento tributário?

Denomina-se planejamento tributário “um conjunto de sistemas legais que visam diminuir o pagamento de tributos”, ou seja, o enquadramento tributário da sua empresa. O contribuinte tem o direito de estruturar o seu negócio da maneira que melhor lhe pareça, procurando a diminuição dos custos de seu empreendimento, inclusive dos impostos dentro dos parâmetros da lei, é claro. Mas, como realizar este planejamento? Responderemos esta questão a seguir. Acompanhe!

Como realizar o planejamento tributário

Para iniciar o seu planejamento, primeiramente, é necessário levantar as seguintes informações:

  1.       Previsão de faturamento (ou seja, a receita bruta);
  2.       Previsão de despesas operacionais;
  3.       Margem de lucro;
  4.       Valor da despesa com empregados.

regime-tributarioAgora você pergunta: por que essas informações são tão importantes? A resposta é simples: são elas que darão o direcionamento para a escolha do enquadramento tributário de sua empresa. Você irá comparar essas informações dentre os regimes tributários disponíveis e escolherá o mais vantajoso para a sua empresa e que esteja enquadrado em sua atividade e faturamento, conforme informamos anteriormente.

Agora que esclarecemos a importância do planejamento tributário e quais informações necessárias para a escolha do enquadramento, que tal conhecer os regimes existentes no Brasil? Confira!

Regimes tributários

No Brasil, temos três regimes tributários. São eles:

Microempreendedor Individual (MEI)

O MEI é uma opção a ser considerada. Enquadram-se neste modelo empresas com faturamento anual de até R$60.000,00 e caso o empreendedor em questão não possua sócios. Neste caso, a tributação é fixa em um valor de R$34,90 ao mês tanto para comércio como para indústria. Quando a atividade principal trata-se de serviços o valor passa a ser de R$38,90 ao mês. Neste valor estão incluídas as obrigações com a Previdência Social, ICMS e ISS.Como você pôde perceber, todos os regimes possuem vantagens e desvantagens e para escolher o melhor enquadramento a empresa precisa levar em conta sua atividade principal e o seu faturamento. Escolher o enquadramento correto garante uma maior competitividade perante o mercado e evita prejuízos financeiros desnecessários. Além disso, uma vez escolhido o regime de tributação, não é possível trocá-lo até o próximo ano-calendário. Por isso, escolha com cuidado!

Que saber mais? Acesse conube.com.br

Mestre e Graduado em Controladoria e Contabilidade pela FEA/USP, com mais de 10 anos de experiência na área contábil.

Comments 3